Pages Menu
Categories Menu

Posted by on fev 7, 2013 in Avaliação Educacional, Educação, ENEM, INEP, MEC, Prova Brasil, Saeb, TRI | 0 comments

Prova Brasil avaliará ciências a partir deste ano, diz Mercadante

Exame é aplicado a alunos de 5º e 9 º ano do fundamenta e 3º ano do ensino médio Fonte: R7 em 6/2/2013 e Estadão Conteúdo O governo federal vai introduzir neste ano, de forma amostral, questões de ciências na Prova Brasil, afirmou em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Hoje, o exame, que é aplicado aos alunos de 5.º e 9.º ano do ensino fundamental e 3.º ano do ensino médio das redes públicas do País, avalia português e matemática. — Num primeiro momento, (a medida) não terá o objetivo de interferir na nota do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), mas será a preparação para isso. A Prova Brasil do 5.º e do 9.º ano (do ensino fundamental) terá ciências também. O Ideb combina o resultado do desempenho dos estudantes em avaliações (Prova Brasil/Saeb) com a taxa de aprovação. A Prova Brasil é uma avaliação em larga escala do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio...

Read More

Posted by on jan 30, 2013 in Educação, ENEM, MEC, TRI | 0 comments

Enem: edital deve sair em maio; duas edições estão descartadas

DA REDAÇÃO – TERRA EDUCAÇÃO – 30/01/2013 – SÃO PAULO, SP O cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ainda não está definido. O Ministério da Educação (MEC), contudo, prevê a divulgação do edital em maio, com inscrições entre junho e julho e provas no final de outubro. Novamente, haverá apenas uma edição este ano. A ideia de se fazer duas provas anuais, defendida com veemência pela presidente Dilma e pelo então ministro da Educação (hoje prefeito de São Paulo) Fernando Haddad no início de 2012, foi descartada por ainda não haver condições técnicas para garantir dois testes em 2013. Segundo a assessoria do MEC, o atual ministro, Aloizio Mercadante, não é contra as duas edições, apenas acredita que, por enquanto, é preciso garantir a eficiência na aplicação de uma prova. Assim, a proposta de duas edições só deve voltar a ser discutida a partir do ano que vem. Entre os motivos apontados pelo ministério para rejeitar a aplicação de duas provas no momento está o elevado custo...

Read More