Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Posted by on abr 9, 2011 | 0 comments

>Sobre a Revolução do Banco Nacional de Itens

>Sobre o artigo de Amanda Cieglinski da Agência Brasil publicado recentemente no ProjetoTheta cujo título é MEC e Inep chamam universidades para ampliar banco de itens do Enem

Projeto ambicioso. Só temos que colocar um pouco o pé no chão. Comprar 100.000 itens. Precisaremos revisar 100.000 itens. Precisaremos pré-testar 100.000. Considerando que cada item leva em média 1h para elaborar, meia hora para ser revisado, e necessita de pelo menos 500 alunos para pré-teste. Licitação técnica e preço para pretestar.  Várias licitações, pois não conseguiremos pré-testar isso tudo de uma vez. Cada licitação não dura menos de três meses ente Tor, publicação e área jurídica. Por que não pensarmos em colocarmos ordem nos 10.000 itens que estão no Banco Nacional de Itens? Serão suficientes para a excelente proposta do Ministro de utilizar testagem informatizada, testagem adaptativa, aprimorar o BNI, de forma a aprimorar as avaliações nacionais. Não esqueçamos que a tarefa do INEP é grande, Enem, Prova Brasil e SAEB, Encceja, Celpe-bras, Provinha Brasil e outras.

Frederico Neves Condé
Psicométrica Consultoria e Pesquisa
Facebook Twitter Email
468 ad
Social links powered by Ecreative Internet Marketing