Pages Menu
Categories Menu

Posted by on fev 25, 2011 in Avaliação Educacional | 2 comments

>Questões para os Analistas do Comportamento

>Questões para os Analistas do Comportamento

>O que levam pessoas a estacionarem em fila dupla? Parar, aguardando dentro do carro é uma coisa. Estacionar, sair de perto do carro e esperar buzinarem para terem direito à vaga do carro que prenderam é outra.
Por que pessoas estacionam em vaga de deficiente?
Por que todo dia estressar com essas pessoas?
Por que o Detran, mesmo com denúncias, não aparece?
Por que soldados PM (Cosme e Damião) passam na frente e fingem que não é com eles?
Por que insistir em ligar para o Detran, para a Polícia, mandar email para o DF-TV?

As seguintes fotos foram tiradas no dia 25 de fevereiro de 2011 na SCRN 716, Bloco D, Asa Norte, Brasília. Impressionante. Tirem as crianças da frente do computador.

Obs. A última foto impressiona. Trata-se de uma vaga de deficiente e constatei que não era um carro de deficiente.

2 Comments

  1. >Kkkkk. Parece ate que o post foi meu! Ate tirei umas fotos esses dias. Apesar de "saber" porque, fico também indignado. Infelizmente o controle social desses comportamentos e' falho: regras inacuradas e falta de consequências reforcadoras para comportamentos desadaptados. Com isso eles se comportam por reforços individuais mais imediatos.
    Resumindo: a falta de educação e' reforçada.
    Abraços.

  2. >Concordo com o Cristiano. Tratam-se de contingências conflitantes. De um lado, reforçadores imediatos para o indivíduo, e punidores atrasados e pouco pouco prováveis para o indivíduo e certos para o grupo. Como diversos outros organismos, ficamos sob controle de consequências imediatas em detrimento de consequências atrasadas. De fato, parar em fila dupla é uma prática cultural que decorre, além das questões já discutidas, da falta de alternativas de meios de transporte de massa. Com base nisso, e no desenvolvimento da economia, que possibilitou uma democratização do acesso ao automóvel próprio, as vagas em Brasília estão longe de serem suficentes para abrigar os nossos carros. Sei que outras questões podem ser levantadas, mas tá bom de comentários por enquanto.

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *