Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Posted by on dez 11, 2012 | 0 comments

Ao Psicólogo do Trânsito: Resolução do Contran

Resolução Nº 425, de 27 de novembro de 2012, que Dispõe sobre o exame de aptidão física e mental, a avaliação psicológica e o credenciamento das entidades públicas e privadas de que tratam o art. 147, I e §§ 1º a 4º e o art. 148 do Código de Trânsito Brasileiro.

Alguns artigos que tratam da Avaliação Psicológica:

Art. 5º Na avaliação psicológica deverão ser aferidos, por métodos e técnicas
psicológicas, os seguintes processos psíquicos (Anexo XIII):
I – tomada de informação;
II – processamento de informação;
III – tomada de decisão;
IV – comportamento;
V – auto-avaliação do comportamento;
VI – traços de personalidade.
Art. 6º Na avaliação psicológica serão utilizados as seguintes técnicas e
instrumentos:
I – entrevistas diretas e individuais (Anexo XIV);
II – testes psicológicos, que deverão estar de acordo com resoluções vigentes do
Conselho Federal de Psicologia – CFP, que definam e regulamentem o uso de testes
psicológicos;
III – dinâmicas de grupo;
IV – escuta e intervenções verbais.
Parágrafo único. Para realização da avaliação psicológica, o psicólogo
responsável deverá se reportar às Resoluções do Conselho Federal de Psicologia que instituem
normas e procedimentos no contexto do Trânsito e afins.
Art. 7º A avaliação psicológica do candidato portador de deficiência física
deverá ser realizada de acordo com as suas condições físicas.

Os anexos XIII e XIV também fornecem orientações sobre a Avaliação Psicológica. Acesse a resolução completa:

Resolução nº425 do CONTRAN.

Facebook Twitter Email
468 ad
Social links powered by Ecreative Internet Marketing